Quem manda? Você ou seu filho? Rapport!



11/03/19 09h44   Educação Imprimir

 

Não importa o seu nível de classe social, seja A ou E, ou a última letra do alfabeto, a perda de autoridade com os filhos pode virar um problema muito sério na relação pai/mãe - filho. Um problema que afeta diretamente na formação emocional do individuo e que determinará de forma agressivamente se ele terá sucesso, pois se seu filho não respeita a sua autoridade irá respeitar a de quem? Como ele irá trabalhar em grupo, em equipe?

 

A perda de autoridade está virando uma dor de cabeça terrível para os pais. De certa forma, o uso excessivo do celular acaba sendo uma variável que impulsiona a agressividade por parte dos filhos. Tirando os pontos positivos de jogos em celulares, um ponto negativo é que ele cria hábitos de isolamento social, seu filho passa muito tempo focado em desafios individuais do que desafios coletivos. Para ele o mundo (jogo) começa a girar em torno de suas perspectivas e as perspectivas dos outros não interessa para ele. O que você pensa, o que você acha, para ele não interessa e pronto.

 

Outros fatores são determinantes para a sua perda de autoridade. Se você não dá atenção para seu filho, por que ele tem que dá atenção a você? Se você não tem tempo para seu filho, por que você acha que ele vai querer parar de jogar para te dar tempo?

Você pode perceber facilmente algumas evidências que você perdeu a autoridade: quando seu filho mentiu para você ao pegar o celular escondido para jogar, quando você pede algo para ele fazer e ele não corresponde, quando você cobra para ele fazer as atividades da escola e eles conseguem de alguma forma não fazer (eles são experts nisso), quando você grita, grita e ele retribui (já falei sobre o hábito de gritar em outro artigo).

 

Temos duas situações. A primeira é quando os pais ainda não perderem autoridade e precisam ter uma garantia que continuará firme. Dessa forma, precisa atualizar alguns de seus hábitos para estarem alinhados as novas perspectivas do mundo e de seu filho.

A segunda situação é quando você não tem mais autoridade. Se você perdeu, seu desafio é reconquistar o Rapport com seu filho. Sim, você precisa trazer de volta ou criar uma relação empática de confiança.

 

Na verdade, em ambos os casos você precisa cada vez mais ter um “Rapport” forte com seu filho. Fazendo isso, você irá passa a ter momentos únicos, insubstituíveis e tudo isso fará uma diferença positiva que você não saberá nem contabilizar.

 

http://www.margieducation.com/dicasrapport

Margi Education