Defesa Civil interdita ponte e estradas no interior do Estado



11/07/19 11h11   Estância e região Imprimir
Ponte é interditada em Estância (Fotos: ASN)

Numa noite movimentada, em razão das fortes chuvas, o Departamento Estadual de Proteção e Defesa Civil registrou ocorrências em diversos municípios do Estado nesta quarta-feira, 10, felizmente sem que tenha havido feridos. Em Estância, foi feita a interdição temporária da ponte próxima ao Complexo XPTO. De acordo com o diretor da Defesa Civil Estadual, coronel Alexandre José, a medida foi adotada de maneira preventiva. “Em 2009, a ponte ruiu em razão da alta vazão do rio Piauitinga. Foi reconstruída, mas como o nível do rio está alto e com grande vazão, achamos prudente interditar temporariamente. Os comerciantes locais foram notificados para que saiam do local até uma reavaliação”, explicou.

 

 

 

Em Nossa Senhora do Socorro, a Defesa Civil Municipal interditou uma estrada no Guajará e, no Beira Rio [Parque dos Faróis], as águas do Rio Poxim subiram a ponto de adentrar em mais de 20 residências, a aproximadamente 30 cm. Apesar da resistência, as famílias que estão deixando o local estão sendo alojadas temporariamente do Centro Social, lá mesmo, no Parque dos Faróis, onde estão sendo atendidas pela Defesa Civil e pela secretaria de Assistência Social do município.

 

Em Lagarto, uma casa desabou e, em outras duas, foi registrado desabamento parcial. Até o momento, uma família foi desalojada no município. Em Indiaroba, 10 famílias foram retiradas de casas [algumas de taipa] situadas em área com risco de desabamento, devido à proximidade de um barranco. Desabrigadas, elas receberão aluguel social da prefeitura, que está prestando assistência juntamente com a equipe da coordenadoria municipal. A Defesa Civil Estadual esteve no local na tarde desta quarta-feira, para realizar a avaliação de risco das moradias.

 

Na capital, as equipes da Defesa Civil Estadual e Municipal se somaram e saíram em diligência até alguns bairros. Foram feitas avaliações de risco em três casas no Santos Dumont, com uma família desalojada; uma casa no Japãozinho e mais uma no Porto Dantas. A situação das barragens também está sendo acompanhada pela Defesa Civil Estadual, Deso e Cohidro. Até a conclusão desta matéria, a única barragem que não havia vertido era a do Poxim, cujos níveis subiram de 46% para 75% nos últimos dois dias.

 

As ocorrências citadas foram registradas até as 22h desta quarta-feira, 10. Na manhã desta quinta-feira, 11, as informações serão atualizadas. As equipes da Defesa Civil Estadual e as coordenadorias municipais seguem em alerta, acompanhando as ocorrências registradas. Emergências podem ser informadas pelo número 199 na capital e, no interior, também pelo 193.

Site: Infonet