Semana Santa de Santa Luzia do Itanhy agora é Patrimônio Cultural



23/07/19 04h35   Estância e região Imprimir

Por Habacuque Villacorte – Rede Alese

Proposta do deputado estadual Zezinho Guimarães (MDB), o Governo do Estado já publicou a Lei que declara as comemorações da Semana Santa, no município de Santa Luzia do Itanhy, como Patrimônio Imaterial e Cultural do Estado e as inclui no Calendário Turístico de Eventos Religiosos de Sergipe.

Segundo o parlamentar as comemorações da Semana Santa em Santa Luzia têm muito significado para os cristãos e, acrescentando ainda que já é uma forte tradição o santuário da cidade receber turistas de todo Sergipe, além de visitantes de diversos Estados do País.

“As festividades começam no Domingo de Ramos quando os fiéis vão benzer seus ramos com o pároco local, que proclama o evangelho da entrada de Jesus em Jerusalém. O mesmo Cristo que foi aclamado como Rei, no domingo, na sexta-feira Santa findou sendo crucificado”, historia o deputado.

As comemorações

Zezinho Guimarães cita ainda a tradicional “procissão do encontro”, sempre realizada às quartas-feiras da Semana Santa, onde os homens saem do santuário de Santa Luzia com uma imagem de Jesus Cristo e as mulheres partes da Rua Jackson de Figueiredo com a imagem de Nossa Senhora das Dores.

Deputado Zezinho Guimarães

O “encontro” se dá na Praça do Cruzeiro onde, tradicionalmente, também é celebrada uma Missa para os fiéis. Na quinta-feira Santa acontece a Missa do Lava-Pés no interior da Igreja de São Sebastião, no povoado Botequim, um dos momentos mais marcantes do período, quando se leva os pés de 12 discípulos.

Na sexta-feira Santa, com Jesus Crucificado, o santuário de Santa Luzia recebe diversos fieis católicos para a realização do Ato da Paixão do Senhor. “Após a celebração, os presentes caminham pelas ruas do município com a imagem do Senhor Morto. No sábado tem a vigília Pascal a partir das 19 horas no santuário”, destaca Zezinho.

 

Por o deputado também citou que as comemorações prosseguem no domingo da Páscoa com a celebração de missas no santuário e nos povoados Castro, Priaupu, Botequim e Areia Branca, além do povoado Rua da Palha, onde a noite os jovens da comunidade realizam a encenação da Peça Teatral Paixão de Cristo.