Ouvidoria da SES amplia canais de comunicação com o cidadão

O objetivo é para assegurar o atendimento durante a pandemia do novo coronavírus



04/07/20 12h28   Saúde Imprimir

A Ouvidoria do SUS da Secretaria de Estado da Saúde (SES) ampliou os canais de comunicação com o cidadão para assegurar-lhe atendimento durante a pandemia do novo coronavírus, uma vez que cresceram as demandas, principalmente no que diz respeito a informações sobre o vírus, a doença, o isolamento social e o cumprimento do decreto estadual que trata das medidas acerca da pandemia. É o que informa o Ouvidor-Geral do SUS em Sergipe, Fábio Alex Lima Dantas, enfatizando que a Ouvidoria permanece ativa ainda que o atendimento presencial tenha sido suspenso nesse período.

Segundo ele, a Ouvidoria se adequou à realidade da pandemia disponibilizando um novo número de telefone (79) 3198- 0637, que soma aos dois já existentes, que são o 155 e o 0800 286 3000 para ampliar o acesso do cidadão aos serviços do órgão. Além disso, a Ouvidoria ainda oferece como canais de comunicação o email ouvidoria@saude.se.gov.br e os sistemas Ouvidor SUS, que é do governo federal, e o SE OUV, de âmbito estadual, ambos podendo ser acessados pela página www.saude.se.gov.br.

“Nesse período de pandemia, a Ouvidoria vem auxiliando os cidadãos cada vez mais nas suas necessidades, não os deixando à mercê ou com a impressão de que não têm onde procurar ajuda e apoio. Temos recebido muitas demandas por informações sobre o coronavírus. As pessoas buscam saber como se proteger, o que devem fazer em caso de suspeita de contágio, onde buscar ajuda caso precisem, como proceder em caso de descumprimento do decreto estadual e outras dúvidas”, enfatizou o Ouvidor-Geral.

Para acessar os serviços da Ouvidoria não há burocracia, como salienta Fábio Dantas. O fluxo é simples:o cidadão usa um dos canais de sua preferência, a manifestação é recebida, o caso identificado, registrado no sistema e encaminhado ao setor competente, seja denúncia, reclamação, sugestão ou elogio. “Conversamos bastante com o cidadão para obter o maior número possível de dados sobre aquela sua manifestação, fundamentando-a para depois levar ao setor responsável por aquela questão”, reforçou.

Ele informou que as Ouvidorias das unidades da SES, como o Hospital de Urgência de Sergipe (Huse), Maternidade Nossa Senhora de Lourdes (MNSL), Centro de Atenção Integral à Mulher (Caism), Hemose e Hospital Regional José Franco, em Nossa Senhora do Socorro, também estão ativas, embora adequadas ao distanciamento social.

 

Agência Sergipe