Em Sergipe, MPF e UNIT fazem parceria para levar o acesso à Justiça as pessoas vulneráveis

O convênio fomentará também a atividade profissional dos alunos de direito da Unit



18/10/21 05h43   Educação Imprimir
Escultura em concreto na frente da sede do STF representando a justiça. A Escultura é de uma mulher sentada com uma espada no colo e vendada.

Foto: Marcello Casal Jr - Agência Brasil

O Ministério Público Federal em Sergipe (MPF/SE) e a Universidade Tiradentes (Unit) firmaram convênio para possibilitar assistência jurídica gratuita às pessoas em situação de vulnerabilidade social dos municípios Itabaiana, Propriá e Estância. Tendo em vista que a Defensoria Pública da União não atua nessas localidades, o Núcleo de Práticas Jurídicas (NPJ) da Unit viabilizará o atendimento nos Acordos de Não Persecução Penal (ANPP) e  Acordos de Não Persecução Cível (ANPC) firmados no âmbito do MPF.

Cooperação –  Conforme o Termo de Cooperação, o MPF e a Unit têm algumas obrigações. Dentre elas, cabe ao MPF concentrar e otimizar os atos para tornar mais eficaz a atuação conjunta. Caso haja mais de um (ANPP) e (ANPC), durante o mês.

Caberá à Unit, disponibilizar assistência jurídica gratuita aos investigados hipossuficientes, por meio do NPJ, nos dias, horários e locais previamente ajustados com o Ministério Público Federal.

Vale ressaltar que a assistência jurídica disponibilizada pelo NPJ da Unit será feita ao assistido até a extinção do ANPP/ANPC e ficará restrita aos crimes federais, além dos atos de improbidade administrativa de competência das  6ª, 7ª e 9ª Subseções Judiciárias em Sergipe.  Além disso, o atendimento vai englobar tanto a fase extrajudicial como judicial.

Entenda o convênio - A Defensoria Pública da União não está instalada nas Subseções Judiciárias em Sergipe (6ª, 7ª, 8ª e 9ª Varas). De acordo com o MPF,  o convênio ameniza o grave problema de ausência de acesso à justiça que é provocado pela falta de implementação efetiva da DPU nos municípios de Itabaiana, Propriá, Estância e Lagarto. Além disso, a situação tem dificultado a realização expansiva dos acordos de não persecução.


 Confira a íntegra do Termo de Cooperação

Assessoria de Comunicação Ministério Público Federal em Sergipe